Posts Recentes

Quais são as principais diferenças entre o aparelho tradicional e o estético?

Cada vez mais, as pessoas buscam se sentir bem com todas as suas características físicas e com a sua aparência, e isso não é diferente quando se trata da saúde bucal. Apesar de muitos terem o desejo de terem um sorriso mais alinhado e sem irregularidade, não são todos que querem aderir a um sorriso metálico e que pode se tornar incômodo esteticamente. Por conta disso, vários pacientes buscam conciliar a questão dos seus desejos estéticos e também de qualidade de vida e do sorriso e, com esse fim, solicitam ao seu ortodontista o uso do aparelho estético.

Na Smile Cursos, além do estético, diversos outros tratamentos (como aquele feito com alinhadores ortodônticos transparentes, por exemplo) são oferecidos aos alunos, a fim de formar profissionais completos que contemplam todos os seus pacientes, seus desejos e necessidades. Veja, a seguir, algumas das principais diferenças entre o aparelho convencional metálico e o aparelho transparente estético.

Conheça agora o Curso de Especialização em Ortodontia da Smile!

Aparelho Metálico x Aparelho Estético, qual indicar? - Dental Speed

Principais diferenças entre o aparelho metálico e o estético

Aparência: a aparência com certeza é o aspecto que mais pode ser destacado entre os dois aparelhos fixos. O metálico é muito mais visível e se torna um incômodo para pessoas que não querem abrir mão de um sorriso mais discreto. O estético possui bráquetes transparentes, que o tornam praticamente invisível. Esse é o principal motivo que faz com que os pacientes optem pela segunda opção: a busca da discrição e manutenção de um sorriso menos impactado com o tratamento.

Resistência: por possuir uma composição diferente, o aparelho estético se torna mais frágil, o que pode ser uma desvantagem. Seus bráquetes não ficam tão firmes quanto os metálicos, são menos resistentes e podem quebrar com mais fragilidade. Nesse sentido, o paciente que opta pelo aparelho estético precisa estar ciente de que o cuidado com ele é redobrado.

Preço: por ser fabricado com um material diferenciado, mais frágil e que o torna mais discreto, o aparelho estético apresenta gastos mais elevados para o paciente que opta por ele. Por conta disso, os custos também precisam ser levados em consideração. Enquanto o aparelho metálico possui um tratamento que varia dos R$ 500,00 aos R$ 1000,00, o estético pode atingir R$ 2000,00. Tudo depende da procedência do material e da decisão do próprio profissional com relação à renda que deseja obter e também a valorização do seu próprio trabalho. 

Aparelhos ortodônticos estéticos valem a pena?

Afinal, qual é mais eficiente?

A resposta é: DEPENDE! Não existe uma maneira de dizer qual dos dois modelos de aparelho é mais eficiente. Isso vai depender do tratamento, da qualidade do material e do próprio cuidado do paciente com o aparelho. Quanto mais cuidado ele tiver e menos bráquetes tiverem que ser substituídos, menor vai ser o tempo de ajuste da arcada dentária. Além disso, algumas decisões tomadas pelo próprio ortodontista podem interferir nesse tempo.

conseguir emprego

Conseguir emprego sem ter experiência: Como fazer?

Uma das principais reclamações de quem está tentando iniciar sua vida profissional é a dificuldade de conseguir emprego sem ter experiência prévia. Isso resulta em uma conhecida contradição do mercado de trabalho: sem oportunidade, não há desenvolvimento de experiencia laboral; por outro lado, sem essa experiência, é dificultada a contratação e ocupação de uma vaga de trabalho.

Entretanto, existem algumas dicas que são de extremo valor para quem nunca trabalhou formalmente e deseja se inserir no mercado de trabalho. Se este for o seu caso, não se preocupe, pois abaixo listamos alguns passos que podem auxiliar nessa empreitada.

conseguir emprego

Dica: Estude na Estácio com bolsa de até 30%! Saiba mais.

Busca de emprego x Ausência de experiência

Embora a experiência seja uma das principais exigências de recrutadores para vagas de emprego, é possível que quem está adentrando no mercado profissional se valha de algumas dicas que lhe destaca mesmo sem apresentar qualquer tipo de emprego anterior.

A elaboração do currículo é um ponto importante nesse processo, porém existem outros fatores que podem influenciar nessa escolha. 

Confira quais são e garanta o início da sua trajetória profissional de sucesso!

1.      Torne-se o tipo de profissional que você contrataria

Geralmente as empresas buscam profissionais que já possuem experiência de trabalho anterior porque se considera que os primeiros anos de sua trajetória laboral são dedicados a uma tarefa bem específica: aprender como se tornar um profissional.

Nessa primeira fase, portanto, o indivíduo ainda estaria aprendendo como se portar, quais são as principais características das suas tarefas e como executá-las com seriedade e qualidade. Além disso, considera-se que ele está desenvolvendo seu raciocínio sobre o funcionamento do mercado de trabalho e como é possível se destacar.

conseguir emprego

Contudo, mesmo profissionais com experiência às vezes não demonstram a seriedade e comprometimento necessários. Eles correspondem àqueles que evitam perguntas, sugestões ou soluções, não recorrem aos gestores e são extremamente ligados ao relógio e ao controle de horário.

Nesse sentido, as empresas buscam, mais do que experiência, profissionais que demonstrem essa dedicação mesmo que sem tê-la posto em prática anteriormente.

 Assim, é possível se destacar e conseguir um emprego perante a realização de uma boa entrevista na qual o candidato não só sabe expor seus principais pontos de vista e habilidade, mas também se mostre um bom ouvinte. Portanto, considere a máxima de se tornar um profissional que você mesmo contrataria caso houvesse a oportunidade.

2.      Busque empresas que valorizam suas competências

A competência e personalidade dos candidatos têm ganhado cada vez mais destaque frente à existência de experiência anterior. Isso leva à mudança progressiva da forma como as empresas realizam os processos de seleção e o tipo de profissional que realmente valorizam.

Dessa maneira, uma ótima oportunidade de conseguir um emprego é apostando suas fichas em empresas que valorizem competência frente ao conhecimento prático anterior.

Para saber quais são elas, procure sempre perguntar o máximo possível sobre como é o processo seletivo da organização, o que pode ser informado pelo setor de recursos humanos da empresa.

3.      Faça algum trabalho não remunerado

Nós sabemos que um dos principais combustíveis que leva à busca de emprego é a necessidade financeira e que essa dica não é aplicável a todos.

Contudo, caso você ainda tenha condições de se manter, ou receba auxílio da sua família, considere se voluntariar para prestar serviços na empresa dos seus sonhos de forma não remunerada, o que pode ajudar em muito a conseguir um emprego.

Isso, claro, não deve ocorrer por um prazo muito longo, que apenas se traduziria em exploração e na ilusão de contrato futuro. Porém, é possível apostar em um determinado tempo de prestação de labor não remunerado que lhe permita demonstrar interesse e proatividade, duas características valorizadas pelas empresas.

Quem deseja adotar essa solução deve considerar alguns pontos importantes.

Em primeiro lugar, considere o que você pode oferecer à empresa e faça contato, demonstrando interesse em trabalho voluntário. É importante que haja sinceridade quanto ao tempo disponível durante a semana para fazê-lo de forma não remunerada, a fim de não gerar expectativas frustradas à organização que lhe receberá.

Lembre-se que nesse caso não é possibilitado à empresa impor um tempo de trabalho, pois ainda não é sua empregadora. Contudo, busque conhecer as atividades em que você poderia ser remanejado e como aliar seu tempo a esse projeto.

Em segundo lugar, não deixe de levar em consideração quais são seus possíveis ganhos perante o trabalho realizado de forma voluntária.

Dentre eles, podem ser considerados a experiência, a oportunidade de ser contratado pela organização e conseguir um emprego efetivo ou, ainda, a criação de uma rede de contatos profissionais, chamada de networking e essencial aos profissionais modernos.

4.      Procure um trabalho voluntário

Por fim, a realização de trabalhos voluntários pode auxiliar em muito um candidato a conseguir emprego. Esse, diferentemente do item anterior, é voltado para instituições sociais e organizações não governamentais.

Trabalhos voluntários para fins sociais costumam ser muito valorizados em um currículo profissional, de forma que ele pode dar aquele pontapé inicial à sua carreira profissional mesmo que não haja experiência anterior.